''Esparguete'' de Courgette e Cenoura com Cogumelos Shiitake

O tempo não dá tréguas, e o cansaço físico e psíquico apodera-se. O trabalho absorve-nos de tal forma que chegamos ao final do dia com vontade de nos "jogarmos" para o chão. Quando olhamos para o calendário só vimos os dias a voarem e a vontade de fazer "pause" no filme aumenta, mas ao mesmo tempo a impossibilidade de o fazer cria um sentimento de impotência.

Cheguei à conclusão, que a culpada de todo este sentimento sou eu, e que tenho que aprender a impor limites ao tempo e a geri-lo de forma assertiva, para que não seja "ele" a comandar-me. Criar listas de tarefas diárias ajudou-me a ser mais responsável e a fazer as coisas em tempo útil, e não em cima da hora, porque me esqueci. Ajuda-me e evitar muitas vezes que ande em stress e meio perdida. Além da lista de tarefas diárias, também criei uma lista dos acontecimentos positivos e benéficos do dia e dos acontecimentos em que a minha forma de agir ou estar deve ser alterada.

Estas duas listas ajudam-me a refletir sobre o dia de uma forma objetiva e também positiva, porque infelizmente as coisas menos boas tendem a ficar com mais clareza no nosso pensamento, tornando o nosso dia com um final de balanço negativo. Mas se nos propusermos a chegar a casa e durante 5min. escrevermos o que de bom nos aconteceu, vamos muita vezes lembrarmo-nos de episódios felizes, que de certo vão anulando aos poucos aquele balanço inicial mais negativo.

Créditos da Imagem: Felicidade em Papel


Gratidão é um sentimento maravilhoso, e que nos ensina a ser felizes. Por vezes a incapacidade de nutrir esse sentimento leva-nos a ter uma atitude pessimista e miserabilista perante a vida. Se tomássemos mais atenção ao que nos rodeia e não somente ao nosso umbigo, de certo que íamos estar muito mais despertos para as coisas boas que nos rodeiam e consequentemente seriamos mais gratos.

Sim, existem dias que é quase impossível ver algo bom ou estar grato, mas é necessário apreender que a vida não se resume àquele dia e que a nossa forma de enfrentar aquele dia é determinante para os dias seguintes.

Para alegrar um dia mais cinzento um prato colorido e saboroso tem poderes milagrosos. E este "esparguete" colorido vai funcionar como um anti alegria, pois em cada garfada as papilas gustativas vão bater palmas e a nossa disposição vai aumentando :)





Ingredientes:

Salteado de courgette, cenoura e shiitake
1 courgette bio Pé de Salsa (em esparguete)
2 cenouras bio médias Pé de Salsa (em esparguete)
200 gr de cogumelos shiitake 
3 alhos 
2 colh. sopa de molho de soja bio
Pimenta q.b.
Azeite q.b.
Sal marinho Marnoto by Necton

Polenta
100gr de polenta instantânea bio
400ml de água
Pimenta q.b.
Tomilho q.b.
1 colh. sopa de azeite

Preparação

1. Para o salteado colocar numa wok o azeite e os alhos picados. Refogar em lume brando para que os alhos libertem o seu sabor mas não queimem. Juntar os cogumelos e deixar cozinhar em lume médio durante 5 minutos. Findo os 5min. juntar a courgette e cenoura em esparguete e acrescentar o sal, a pimenta e o molho de soja. Deixar cozinhar até os legumes estarem macios e a maioria da água tiver evaporado se for necessário no final aumentar o lume para o máximo e retocar os temperos.

2. Para a polenta basta colocar a água ferver com o sal e a pimenta. Quando começar a ferver adicione os 100gr de polenta, mexa até formar um puré, acrescente o tomilho e o azeite. Se desejar menos denso pode adicionar mais água até que fique com a consistência desejada.

3 comments

  1. que bela refeição!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Adoro polenta e courgette, uma refeição linda e cheia de sabor.
    Adorei
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Tem um excelente aspecto. Umas cores lindas.

    Bj

    ResponderEliminar